02 nov 2012

Treinamento Vivencial Porto Design

2 comentários

Olá, amigos!

Durante o final de semana do dia 27 e 28 de outubro, a Porto Design fez um Treinamento Vivencial com todos os seus funcionários. Onde foram feitas atividades que visavam o trabalho em equipe e a comunicação.

Os funcionários foram divididos em duas turmas, e cada uma delas foi em um dia – uma no sábado e a outra no domingo. O evento foi surpresa, ninguém sabia do que se tratava, somente foram convocados à comparecer na empresa às 08h00 da manhã.

Entraram todos vendados em um ônibus, e assim seguiram até o local do evento. Quando chegaram, continuaram vendados e foram guiados por uma corda até o QG, onde enfim puderam retirar a venda.

Após serem divididos em três times, escolherem o líder, grito de guerra e a pintura característica da equipe, foi então servido um delicioso café da manhã para preparar as equipes para as atividades.

Primeira atividade:

Cada equipe foi posicionada em um tapete, e o instrutor falou que deveriam virar o tapete. No início cada equipe tentou virar o tapete sozinha, mas depois perceberam que somente com um trabalho em conjunto, conseguiriam realizar a tarefa. Assim sendo, se uniram e conseguiram virar os tapetes.

Após a atividade, foi feita uma avaliação, onde notaram que se cada equipe tivesse tentado trabalhar sozinha, não teria conseguido.

Segunda atividade:

Passar uma bola ao redor da piscina, sem deixar que a mesma caísse no chão. Tinham 10 minutos para passar a bola de mão em mão. Com todas as equipes posicionadas, o instrutor passou as coordenadas e surpreendendo a todos, jogou a bola na piscina, e todos ficaram sem reação.

A ideia da atividade era fazer com que as equipes se unissem para pensar em como retirar a bola de dentro da piscina sem que ninguém precisasse ficar molhado. Porém, no desespero por ter pouco tempo para realizar a tarefa, ninguém conseguiu pensar em nada e alguns se jogaram na piscina.

Após a prova, todos voltaram para o QG e foi feita uma avaliação da atividade, onde foi conversado o respeito do trabalho em equipe, e o porquê de uma pessoa se sacrificar pelo bem de todos.

Terceira atividade: Chinelo Polonês

As equipes foram direcionadas para um gramado molhado da chuva, e posicionadas, cada uma, atrás de um chinelo polonês. Objetivo: atravessar o campo levando todos os membros do grupo até o outro lado, sem cair.

E quando todos conseguiram atravessar, iniciou-se a quarta atividade, que era atravessar o campo novamente.

Quarta atividade: Ponte do Rio de Larvas

Consistia em atravessar o campo utilizando duas regras de madeira e 6 cubos de madeira para cada equipe. Alguns membros das equipes resolveram juntar os materias e formar uma grande ponte, para todos os membros das equipes passarem.

Terminando a prova, todos os membros e dirigiram ao QG, onde analisaram as provas e conversaram sobre o trabalho em equipe, se teria ou não  a possibilidade de atravessar o campo sem ter unidos as equipes.

Foi servido um delicioso almoço e o pessoal pode descansar e se divertir um pouco.

Quinta atividade:

Foi a atividade que mais ajudou a exercitar o cérebro, a torre de honói, onde as equipes tiveram que se concentrar e pensar bastante para conseguir executar a tarefa.

Sexta atividade: Guia

As equipes se organizaram em pares e fizeram filas. Um dos membros foi vendado e o outro proibido de falar. Cada par encontrou um meio de se comunicar.

O instrutor foi guiando a fila pelo caminho desconhecido para os “cegos” que não sabiam onde estavam indo. Era uma trajeto cheio de obstáculos, cheiros e sensações. Os membros vendados tiveram que confiar nos seus guias, para que o trajeto fosse mais tranquilo. No final do, o guia virou o “cego” e o “cego” virou o guia. Porém, o trajeto mudou, e continuou a ter barulhos, cheiros e obstáculos.

Ao final deste trajeto, havia uma última prova, que era encher dois potes de água com uma bombona, amarrada a vários barbantes, que eram segurados pelos membros vendados, e para realizar a tarefa deveriam ser orientados pelos seus guias.

No final, voltaram novamente ao QG onde as provas foram analisadas sob a perspectiva de trabalho em equipe e comunicação, mostrando a extrema importância das mesmas.

Foi feita então uma outra atividade de integração, onde foi formado um círculo e deveriam marcar o colega da direita e da esquerda. Após a marcação, ao som de uma músicas, abraçar os colegas, e quando a música parou, cada um deveria dar a sua mão direita ao colega da direita e a sua mão da esquerda ao colega da esquerda. Após das as mãos, o nó deveria ser desfeito e o círculo remontado.

Depois de todas as atividades, o pessoal aproveitou para cair na piscina e se divertir!

O primeiro Treinamento Vivencial da Porto Design, foi nada menos que um grande sucesso! Agradecemos de coração à todos os envolvidos!

O trabalho em equipe é que faz a força!

Confira mais fotos na galeria abaixo:

[slideshow gallery_id=”8″]

 

2 Comentários para “Treinamento Vivencial Porto Design”

  1. Jaqueline Matos says:

    Gostaria de agradecer pelo treinamento vivencial que a Porto Design ofereceu aos funcionarios, este momento de integração com os colegas fora do ambiente de trabalho estreitou o relacionamento entre as pessoas e teve uma melhora na comunicação já no primeiro dia seguinte de trabalho. Obrigado !

Deixe seu comentário