27 out 2014

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Deixe seu comentário aqui!

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Desbancando Frank Gehry e Zaha Hadid, o arquiteto francês Jean Nouvel venceu um concurso internacional para projetar a nova sede do National Art Museum of China (Namoc), a ser construído em Beijing.

A ideia do programa parte da frase “uma simples linha é a fonte de tudo na existência”, dita pelo artista chinês Shi Tao (1642-1707).

Composto por seis pavimentos, o volume é revestido por uma fachada perfurada que filtra a incidência de luz natural, proporcionando conforto térmico para as galerias de arte e um amplo jardim interno, disposto em um átrio na porção norte do espaço.

National Art Museum of China (Namoc)

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

 

Fachada

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China

 

Principal da China e um dos maiores do planeta, o novo museu abrigará o imenso acervo da entidade especializada em artes plásticas e caligrafia, ao longo de galerias e auditórios organizados em uma série irregular de vazios e cheios.

No térreo, a fachada e a entrada principal foram dispostas em recuo a fim de criar a ilusão de que o edifício paira sobre o terreno. “O Namoc é escrito no espaço como um fragmento de um ideograma formado por um artista ao longo do tempo: saindo do chão, ele se impõe ao céu”, afirma Nouvel.

 

Via

Sem comentários para “Fachada perfurada marca museu de Jean Nouvel na China”

Deixe seu comentário