04 set 2013

Estilo Kitsch na decoração

2 comentários

O termo kitsch tem origem alemã e já foi usado para classificar diferentes estilos desde o início do seu uso. Antes, a palavra era empregada para descrever elementos decorativos de menor valor estético, ou por serem réplicas de objetos artísticos ou por exagerarem de alguma forma a mensagem original. Era chamado de kitsch tudo aquilo que de alguma forma tentava ser refinado, mas não conseguia, por não ser produzido com os mesmos materiais dos itens de decoração considerados “sofisticados”, tornando-se desta forma mais acessível ao mercado.

“Na época em que esse movimento surgiu, acontecia a ruptura da sociedade contemporânea, caracterizada pela mudança dos costumes e valores. A nova era passava a ser conhecida como sociedade de consumo e foi a partir daí que o kitsch apareceu, em plena massificação e alienação cultural. Por isso há toda essa discussão sobre o assunto”, esclarece Lucille Amaral, arquiteta e professora do Curso Técnico em Design de Interiores do CEPDAP (Centro de Educação Profissional de Design, Artes e Profissões).

kitsch2

Segundo a professora, a principal característica do kitsch é o exagero e o uso excessivo de elementos, como diversos quadros em uma mesma parede ou a mistura de vários estilos em um mesmo ambiente. “É essa relação com o exagero que muitos associam ao brega. No entanto, na maioria das casas, é comum você verificar um elemento considerado kitsch, como pinguins de geladeira, anões de jardim, flores artificiais ou até mesmo imitações de obras de arte. Isso não significa que a pessoa tenha mau gosto para decorar, pois estamos lidando com a cultura de massa. Nesse caso, a amplitude e a oferta são tão grandes que não se pode dizer que não tenham valor”, explica.

icones-kitsch2

O Estilo Kitsch na decoração passa a ser então uma releitura dos clássicos e apresenta uma certa dose de humor. Quem não se lembra do pinguim de geladeira, da jarra em forma de abacaxi, do cofrinho de porquinho, da imagem de Buda, e tantos outros que até hoje são encontrados em varias versões?  Agora, as peças são raras e escassas, então, um telefone de boca rosa um dia menos apreciado, hoje é digno de galeria de arte. Quem dúvida?

 

Fonte: estadodeminas.lugarcerto.com.br | blog.elo7.com.br

 

 

2 Comentários para “Estilo Kitsch na decoração”

  1. Cafofo Remobília #23 | says:

    […] sei se já falei pra vocês, mas um dos estilos de decoração que mais me apetece é o chamado Kitsch. Marcado pelo exagero de elementos, cores e um grande mashup de vários estilos em um mesmo […]

Deixe seu comentário